Secretaria de Tributos de Tabatinga fala sobre pagamento do IPTU

Arrecadação do IPTU de 2017 ultrapassou osR$ 200 mil

Dinheiro. - negocios - 01ne0137 - TUNO VIEIRA. - - 29gs0810 - AGENCIADIARIO - NegÛcios - 06ne1133 - AGENCIADIARIO

Alô Fronteira conversou com o secretário municipal de Tributos de Tabatinga, Gilberto Lopes, sobre o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

O percentual usado para cobrança do IPTU é de 0,15%, lembrou Gilberto.

A Coordenação de Arrecadação Tributária do município já existe há 20 anos. O que há de novo na cobrança é o envio do carnê para o endereço dos contribuintes.

Na entrevista, ele destaca que a arrecadação do IPTU de 2019 ultrapassou os R$ 200 mil, um valor que, segundo o secretário, ainda é baixo em relação à quantia de casas existentes em Tabatinga.

O Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (ou ainda Imposto Predial e Territorial Urbano, o IPTU) é um tributo brasileiro cobrado daqueles que são proprietários de qualquer tipo de imóvel em área urbana.

É um imposto municipal, o que significa que os municípios se responsabilizam tanto pela sua arrecadação quanto pela destinação do valor arrecadado – que por não estar vinculado a nenhuma área específica, pode ser aplicado em qualquer necessidade financeira da cidade.

A cobrança do IPTU é comumente realizada no início de cada ano, concomitante a outros tributos anuais (como o IPVA, por exemplo). O seu pagamento é feito por meio de guia individual, fornecida pelas prefeituras em formato físico e digital.

Mas preste atenção! A base de cálculo do IPTU não é quanto o imóvel vale atualmente no mercado, mas sim o seu valor venal (cujos elementos são diferentes).

De qualquer forma, o IPTU é uma das principais fontes de renda dos municípios brasileiros atualmente, em conjunto com o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (o ISS).

Por: Portal Otambaqui