Preços dos produtos disparam e consumidor reclama em Benjamin Constant (AM)

Os lojistas de Benjamin Constant pedem ajuda do exército e da prefeitura para resolver a problemática na época da seca que liga o canal até Tabatinga.

50
Site: Cidade Verde

Nas últimas semanas, ouvintes do programa “Café com Bhacana” da Rádio Rios FM, tem reclamado com frequência dos preços nas prateleiras dos comércios de Benjamin Constant,

Segundo Glaubia Bonfim, o preço dos produtos subiram cerca de 30% nas lojas da cidade e até essa semana, mesmo com o rio subindo e os barcos já chegando com as mercadorias em Benjamin.

O empresário de Benjamin Constant Adejalma Camelo relatou que devido à seca do rio Solimões, os lojistas e comerciantes da cidade estão tiveram que gastar mais com fretes das mercadorias que vêm de Manaus, os preços ainda não baixaram nas prateleiras, porque os produtos comprados com frete mais caro ainda estão sendo comercializados, mais a tendência é reduzir um pouco mais o preço a partir de agora.

Os lojistas de Benjamin Constant pedem a ajuda do exército e da prefeitura para resolver essa problemática anual, que na seca, impede a passagem de barcos para a cidade.

Adejalma citou o exemplo do cimento que era vendido a R$ 32 a saca e hoje, devido a todos os custos adicionais do frete, chega a R$ 37 para o consumidor.

Por: Marcello Bhacana/Portal Otambaqui