No Alto Solimões, botija de gás deve chegar a R$90

Segundo a Fegás, em Manaus o valor deve variar entre R$75 e 78 por conta da concorrência entre distribuidoras. No interior, custo será ainda maior.

26
Botijas gás, gás cozinha, botijão, reajuste gás — Foto: Rogério Aderbal/G1

O preço do botijão de gás de 13 kg, vendido às distribuidoras, sofreu um aumentou de 8,5%. A O anúncio do ajuste foi feito pela Petrobras na segunda-feira (5). Segundo a Federação das Empresas Revendedoras de Gás Liquefeito do Amazonas (Fegás), no estado, o valor do gás revendido pelas distribuidoras pode chegar até R$ 90 em Tabatinga. Em Manaus, o valor deve ficar entre R$ R$ 75 e R$ 78.

O preço na média nacional, sem tributos, nas refinarias da companhia, será equivalente a R$ 25,07 para envase em botijão de 13 kg. Por conta disso, acumulará a alta de R$ 0,69 ou 2,8% desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais.

Nessa classe de revendedores, no que se refere aos distribuidores, o ajuste no preço foi determinado em R$2,40, segundo a Federação.

De acordo com Fernando Feitoza, presidente da Fegás no Amazonas, com o reajuste que foi imposto para as vendas, as distribuidoras não devem obter lucro. A situação é considerada como “quebra no faturamento”.

Leia mais: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2018/11/07/aumento-no-valor-de-gas-de-cozinha-reflete-no-amazonas-e-botijao-pode-chegar-a-r-85.ghtml