Benjaminense Celdo Braga ministra Oficina de Percussão Amazônica para Idosos em Manaus

Evento encerrou as aulas da primeira turma de "Oficina de Percussão Amazônica", da Funati.

Fotos: G1 Amazonas

Um grupo de idosos participou de uma apresentação musical na quarta-feira (3) que reuniu sons de diversos instrumentos feitos a partir de resíduos da floresta. O evento encerrou as aulas da primeira turma de “Oficina de Percussão Amazônica”, da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (Funati).

Ao todo, 20 alunos participaram da oficina que durou três meses. Nela, eles aprenderam a fabricar instrumentos a partir de sementes, cuias, entre outros materiais encontrados na floresta.

As aulas foram ministradas pelo músico Celdo Braga, que afirmou que a turma superou as expectativas. “Nós trouxemos seis instrumentos para aplicar no curso e acabamos desenvolvendo dez instrumentos”, disse.

Entre os alunos estava a aposentada Maria da Graça. Para ela, receber um dos instrumentos durante o curso foi a realização de um sonho.

“Significa um sonho realizado. Porque o meu maior sonho era tocar violão. Eu não conseguia tocar porque eu não tinha violão”, comentou.

No dia 8 de agosto, uma nova turma da “Oficina de Percussão Amazônica” será aberta. Oito vagas serão ofertadas e pessoas a partir de 50 anos já podem participar.

(*Com informações de Meike Farias, do Grupo Rede Amazônica)