Servidor da Funai suspeito de estelionato é preso em São Paulo de Olivença (AM)

O MPF destacou que o réu, quando exerceu a função de coordenador técnico local em São Paulo de Olivença, prestou informações falsas em documentos administrativos emitidos pela Funai.

331
Foto: Cleuber Amaro/Funai

A pedido do Ministério Público Federal em Tabatinga, no Amazonas, a Polícia Federal cumpriu mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra um servidor da Fundação Nacional do Índio (Funai). Alvo de diversas investigações e ações judiciais em andamento, ele foi preso suspeito pela prática de estelionato e falsidade ideológica.

De acordo com o MPF, o funcionário, que não teve nome divulgado, utilizava sua influência para encobrir provas de irregularidades praticadas na condição de coordenador técnico local da Funai no município de São Paulo de Olivença, localizado a 985 km da capital Manaus.

A prisão preventiva foi uma medida necessária, segundo o MPF, porque o réu tinha fácil acesso ao local aonde estão arquivadas possíveis evidências dos crimes que motivaram as ações – representando risco de destruição de provas.

Ele foi preso pela Polícia Federal na tarde desta quarta-feira (3), eno município de Tabatinga, e vai permanecer à disposição da Justiça pelo tempo necessário.

G1 entrou em contato com a Funai e aguarda retorno.

Por: G1 Amazonas