Saúde no AM, pode entrar em colapso por falta de medicamentos

Com lotes vencidos e quase sem estoque, Central de Medicamentos do AM opera em situação precária

17
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Caixas com remédios vencidos e armazenadas em espaços tomados por roedores. Estas foram as condições encontradas na Central de Medicamentos do Amazonas durante uma inspeção da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). A pasta estima que o local, atualmente, acumula R$ 2 milhões em itens fora do prazo de validade e afirma que, de 1,5 mil insumos considerados essenciais, 892 acabaram.

Além disso, o governador Wilson Lima afirmou que o estoque de soro fisiológico disponível para as unidades de saúde do estado é sucifiente apenas para os próximos cinco dias. Devido as condições encontradas, Lima anunciou a compra emergencial de 300 mil unidades de soro, que devem custar cerca de R$ 3 milhões.

Continue lendo: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2019/01/11/central-de-medicamentos-do-am-tem-remedios-para-poucos-dias.ghtml