Primeiro Ceti do Alto Solimões é inaugurado em Benjamin Constant

O Ceti Professor Aristélio Sabino de Oliveira vai atender 960 estudantes da rede pública estadual.

45
Foto: Marcello Bhacana

Na quinta-feira (29/08), aconteceu a inauguração do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Professor Aristélio Sabino de Oliveira, em Benjamin Constant. A unidade é a primeira a ser entregue no modelo de escola padrão de tempo integral no município e faz parte do investimento de mais de R$ 79 milhões que está sendo feito na área da educação na região do Alto Solimões, que inclui Cetis e revitalização de escolas estaduais.

O Ceti Professor Aristélio Sabino de Oliveira vai atender 960 estudantes da rede pública estadual. Os recursos para execução da obra, em torno de R$ 25 milhões, foram do Banco Internacional do Desenvolvimento (BID), por meio do Programa de Aceleração do Desenvolvimento da Educação do Amazonas (Padeam). A estrutura do Ceti inclui 24 salas, piscina olímpica, quadra poliesportiva, laboratórios de informática e de ciências.

 Os investimentos do Governo do Estado buscam aumentar a qualidade da educação do interior. “Estou muito feliz de poder fazer parte desse momento histórico do município de Benjamin Constant, de entregar uma obra grandiosa dessa, com piscina, quadra e também com mobiliário novo. É uma obra de aproximadamente R$ 25 milhões, mais R$ 5 milhões de mobiliário e também de um acervo bibliográfico que vai ajudar, e muito, esses alunos. Já na semana que vem eles (alunos) serão transferidos para cá e, no ano que vem, a escola funciona em tempo integral. Esses alunos vão está mais bem qualificados e os pais vão ter a garantia de que eles estarão seguros, longe das drogas e da violência”, destacou Wilson Lima.

Mobiliário – Os móveis escolares foram confeccionados por pequenas movelarias do interior do Estado e vão atender os alunos e professores do Ceti de Benjamim Constant. O investimento foi de R$ 38.620,00. A mobília foi adquirida pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), por meio do Programa de Regionalização do Mobiliário Escolar (Promove). Foram entregues 31 mesas com gaveta, 80 bancos para laboratório e 22 conjuntos para professor, compostos por mesa e cadeira. Todos os produtos foram fabricados a partir de madeira de manejo florestal de pequena escala, oriundos de movelarias de Rio Preto da Eva, Manacapuru, Parintins e Atalaia do Norte.

Confira as imagens:

Por: Portal Otambaqui