No AM, 55 presos são encontrados mortos em presídios de Manaus

Domingo (26) e segunda-feira (27) foram os dias dos massacres nos presídios da capital.

18
Arquvo/Internet

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que 40 presos foram encontrados mortos em cadeias da capital Manaus nesta segunda (27). Todas as mortes desta segunda tinham indício de asfixia.

As mortes aconteceram nas unidades do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) – 25 mortos, Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) – 6 mortos, Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1) – 5 mortos e no Compaj – 4 mortos, no domingo (26) aconteceu uma briga onde 15 presos foram mortos de forma violenta.

Ministério da Justiça informou que vai enviar ao Amazonas integrantes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. De acordo com o governo federal, a força-tarefa atua quando há crise no sistema penitenciário – o objetivo é “controlar distúrbios e resolver outros problemas”.

No caso do Compaj, integrantes da Força Nacional de Segurança Pública já atuam na área externa do presídio desde o massacre que deixou 56 mortos em janeiro de 2017. A força atua também na estrada onde ficam as cadeias.

Por: Portal Otambaqui