MPF-AM denuncia “conexão estreita” da FDN com as Farc

A parceria entre as Farc e facções criminosas no Brasil é antiga.

96

A facção criminosa responsável pela morte de 54 presos no último domingo (1º), no Amazonas, tem conexões estreitas com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), informou o Ministério Público Federal.

De acordo com as investigações, o grupo usava esses contatos para vender drogas e comprar armamento pesado para ser usado no Brasil.

Segundo informações do UOL, a FDN é considerada a terceira maior facção criminosa do país, atrás do Comando Vermelho e do Primeiro Comando da Capital.

Nas denúncias do MPF-AM, o peruano Nelson Flores Collantes, conhecido como “Acuario”, é apontado pelas investigações como um dos elos da FDN com as Farc.

O MPF acredita que Acuario teria facilitado o acesso da facção brasileira ao comércio de armas das Farc.

A parceria entre as Farc e facções criminosas no Brasil é antiga. Durante décadas, a guerrilha foi apontada como fornecedora de armas e drogas para quadrilhas ligadas ao tráfico de entorpecentes no Brasil.

Por: www.msn.com