Em Tabatinga, forças de segurança planejam ações para melhorar segurança

O secretário de Estado de Segurança Pública, Louismar Bonates, adiantou que uma lança blindada e novos armamentos serão enviados para reforçar o trabalho do efetivo policial em Tabatinga.

51
Foto: Diego Peres/Secom

Na quarta-feira (28/08), em Tabatinga (a 1.107 quilômetros de Manaus), forças de segurança e o governo do Amazonas realizaram encontro para definir estratégias de combate aos crimes transnacionais, como tráfico de armas e drogas e crimes ambientais. Entre as medidas está a implantação de um posto de fiscalização na fronteira com a Colômbia e o treinamento da guarda municipal.

“Não tem como vir a Tabatinga, que é uma região de fronteira, e não tratar de um assunto que é muito latente e há um anseio muito grande da sociedade que são as ações na área de segurança pública. Nós anunciamos algumas ações que vão ser implementadas pela Polícia Militar”, disse Wilson Lima, ao destacar, entre as medidas, há ações que já estão sendo adotadas em outros municípios, como Tefé, para treinamento da guarda municipal pela PMAM, e a implantação de um posto de fiscalização, com uso de um caminhão com tecnologia de monitoramento, que foi utilizado na Copa do Mundo de 2014.

O governo disse que a intensificação da ação policial na fronteira com a Colômbia é fundamental para melhorar o controle e combate a crimes. “O caminhão de monitoramento nós já temos aqui, vamos ter reforço de uma fiscalização ali na fronteira que há muito tempo não tem. Do lado da Colômbia tem, ali em Letícia, para quem entra lá, mas do lado brasileiro não tem nenhum tipo de fiscalização. Isso torna o controle mais complicado e mais difícil”, enfatizou.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Louismar Bonates, adiantou que uma lança blindada e novos armamentos serão enviados para reforçar o trabalho do efetivo policial em Tabatinga. “Foi importantíssima essa reunião. A união dos esforços precisa acontecer para que a gente possa combater os crimes transnacionais como tráfico de drogas e a questão ambiental. Muita madeira está sendo retirada do Brasil de forma totalmente ilegal”, acrescentou o secretário.

A reunião contou com a participação do general Brigada do Exército Brasileiro, Carlos Feitosa Rodrigues, do comandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel Ayrton Norte e representantes da polícia colombiana.

Por: Portal Otambaqui