Delegação da “ISCOS” visita comunidades de B. Constant- AM

O ISCOS, instituto de origem italiana, esteve presente por seis anos no território nacional em comunidades do município, incentivando e apoiando atividades da agricultura

88
Divulgação//SEPROR-BC//CC
A delegação do Instituto Sindical de Cooperação ao Desenvolvimento (Iscos) visitou no último final de semana a comunidade indígena de Bom Caminho e a comunidade ribeirinha de São José, ambas do município de Benjamin Constant.
O ISCOS, instituto de origem italiana, esteve presente por seis anos no território nacional em comunidades do município, incentivando e apoiando atividades como agricultura, piscicultura, meliponicultura e artesanato, sempre em parceria com a Diocese do Alto Solimões, IFAM, Sebrae e financiamento da Delegação da União Europeia. Sempre trabalhando “com” as comunidades e não “para” as comunidades, desenvolvendo ações sustentáveis e participativas. Com isso, foram obtidos resultados interessantes em todos os eixos do projeto.
Com os resultados alcançados, houve o interesse de uma renovação do projeto, com financiamento novamente da Delegação da União Europeia e apoio do ITASA, irão promover mais três anos de atividades na região do Alto Solimões – inclusive em Benjamin Constant, com as experiências exitosas dos projetos anteriores sobre agricultura.
A delegação foi composta por Silvia Ayon – Chefe do Projeto, Paolo Posso – Chefe do Projeto na Itália e Plínio Limata – Representante do Iscos na América Latina. A visita foi acompanhada pelo Secretário da SEMAF de Benjamin Constant e futuro coordenador nacional do projeto, Maurício Veloso, além do apoio da Secretaria Executiva de Turismo.
O projeto se chamará Mesorregião Amazônica do Alto Solimões Sustentável e Participativa.
Por: ASCOM/PMBC