Casos de sarampo reduzem no AM, mas Saúde mantém alerta para risco de novo surto

No ano passado, Estado enfrentou um surto da doença

17
Imagem: Internet

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) manteve estado de alerta para casos suspeitos de sarampo no Amazonas, mesmo após redução no número da doença. O anúncio foi feito nesta terça-feira (13). O risco de novo surto não está descartado.

No ano passado, o Amazonas enfrentou um surto da doença e, em 2019, teve quatro casos confirmados, no primeiro semestre, contra 265 no mesmo período em 2018, uma redução de 98%.

Segundo a FVS, enquanto no primeiro semestre do ano passado foram 2.095 notificações da doença e 265 confirmações, esse ano, no mesmo período, foram 95 casos notificados (redução de 95%), com quatro confirmações – três em Manaus e uma em Coari.

Para a diretora da FVS, Rosemary Costa Pinto, a redução não descarta o risco de um novo surto. Segundo ela, a vacina continua sendo o método mais eficaz de proteção e controle.

Ainda segundo a Fundação, a tríplice viral está disponível para o público com idade de 6 meses a 49 anos, em todas as salas de vacina da capital e interior.

“O país segue enfrentando epidemias da doença em vários estados, e as pessoas circulam amplamente pelo país. Portanto, a rede de saúde e a população devem manter o alerta e suspeitar de sarampo nos casos de pacientes que apresentem febre acompanhada de exantemas”, disse, por meio da assessoria.

Leia mais: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2019/08/13/casos-de-sarampo-reduzem-no-am-mas-saude-mantem-alerta-para-risco-de-novo-surto.ghtml