Artesanato de Benjamin Constant (AM), é comercializado no Rio de Janeiro

Através do SEBRAE (Tabatinga), compradores estiveram nas comunidades indígenas de Benjamin Constant para adquirir produtos e comercializar nas capitais.

O SEBRAE (Tabatinga), tem incentivado a produção e comercialização do artesanato indígena das comunidades de Benjamin Constant, no Amazonas, através de rodadas de negócios e visitas de compradores as aldeias.

Este ano, foram realizadas três visitas de compradores de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e outros estados, o resultado tem sido a ampla comercialização do artesanato originalmente indígena da etnia Ticuna nas capitais do país.

Nossa equipe recebeu imagens da exposição e comercialização do produtos no espaço da Arte Tribal no Coletivo Carandaí 25 e também na Feira na Rosenbaum- Rio de Janeiro.
Segundo o SEBRAE e a Sala do Empreendedor Benjaminense, mais de R$40mil foram comercializados este ano dentro das aldeias através das rodadas de negócios com os artesãos. A Secretaria Executiva de Turismo de Benjamin Constant, tem apoiado as ações.

Veja as imagens:

Por: Otambaqui.com.br