APAE Tabatinga fala da falta de apoio à associação

Instituição foi fundada em março de 2014 no município

9
Foto:radios.ebc.com.br
Apae tabatinga

A presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Tabatinga (APAE), Dirlene Soares de Carvalho, concedeu entrevista ao programa Alô Fronteira, para falar da falta de apoio aos trabalhos da instituição.

A APAE de Tabatinga foi fundada em março de 2014, por um grupo de amigos já que, na época, a cidade não tinha assistência suficiente para atender pessoas com deficiência.

Dirlene afirmou que, em 2017, foram atendidas 50 pessoas nas oficinas e 150 em atendimentos como os de saúde e educação.

A instituição hoje é mantida por meio do que é arrecadado nos eventos promovidos pela APAE.

A presidente acrescentou que a APAE necessita de voluntários das áreas de saúde e educação.