Alto Solimões recebe reforço Policial para operações antitráfico

SSP envia policiais para atuar em operações antitráfico na fronteira do AM

418
Arquivo/SSP

Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) enviará 42 policiais militares e civis e peritos criminais para atuar na região de Fronteira do Amazonas a partir do dia 24 de abril. O grupo integrará operações de combate ao tráfico de drogas e contrabando de mercadorias.

A troca do efetivo que atua nos bloqueios fluviais das Bases Anzol e Sentinela acontece a cada 60 dias. Para fazer parte dessas missões, o policial ou servidor passa por uma seleção que envolve exames médicos, teste de aptidão física e instrução de nivelamento fluvial.

As missões nas Bases Anzol e Sentinela são estratégias integradas que envolvem todos os órgãos de Segurança, Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM), Departamento Estadual de Transito (Detran-AM), Corpo de Bombeiros, Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) da SSP-AM, além da parceria com a Polícia Federal e Exército para combater o tráfico na Tríplice Fronteira (Colômbia, Peru e Brasil).

A operação integrada consiste na fiscalização de 100% das embarcações que entram no Estado do Amazonas pelo rio Solimões, com um bloqueio fluvial para impedir a passagem de drogas vindas da Colômbia e Peru, países que fazem fronteira com o Amazonas. O objetivo também é coibir o transporte clandestino de produtos químicos utilizados para o processamento da droga.

Texto: G1 Amazonas